palavras chaves: fetichismo de mercadoria, urbex, lugares abandonados, BDSM, fetiche, fotografia, manipulação
“Gula” fala sobre o fetichismo da mercadoria, com base na crítica de Karl Marx ao fenômeno social e psicológico em que as mercadorias parecem ter uma vontade independente de seus produtores. A estética BDSM (Bondage, Discipline, Sadism and Masochism) alude a dois produtos (menina e melancia) e suas medidas, propriedades norteadoras que afetam sua utilidade e valores que se baseiam apenas na moeda e no terceiro objeto que denomina a relação social entre o todo, fome. Consumir-se, abortar e engolir as ideologias que o sistema nos impõe e assim desenvolver um dos pecados capitais, Gula, pois consumimos algo de que necessitamos e estamos fazendo parte de um teatro social. A foto foi inspirada em Saudek e a performer é Miss Tibia.
Gula participou em várias exposições como “Trabalhadores do Cú” no Espaço Cultural Maus Hábitos em Portugal em 2016 (comissariada pela Cia Excessos), Scope ArtFair em Miami em 2014, Political Bodies (MAC Bogotá com Google Arts & Culture), Dinamismo, Nuevas Donaciones (MAC Bogotá), ABRAHADABRA (MAC Bogotá) além de fazer parte da coleção permanente do Museu de Arte Contemporânea de Bogotá, também participou de várias exposições no Museu como Medusa Mujer, Corpos Políticos, ABRAHADABRA. Também foi publicado na Digital Photographer Magazine.

You may also like

Back to Top